Para uma plateia cheia de produtores culturais na Praça das Artes em São Paulo, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, anunciou, nesta segunda-feira (16), o lançamento do edital para 85 novos Pontos de Cultura e cinco Pontões de Cultura na cidade.
A parceria inédita entre a Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do MinC com a Prefeitura paulistana vai destinar R$ 15,3 milhões para o programa de Pontos de Cultura em 2014. O Ministério fará um investimento de R$ 6 milhões, ao passo que a Prefeitura entrará com R$ 9.3 milhões.
“Agora estamos conseguindo fazer o que a presidente Dilma tem reintegrado, que é tentar trabalhar com a União, o Estado e a Prefeitura. Todo mundo junto”, declarou a ministra Marta Suplicy durante o evento.
Os Pontos de Cultura atualmente em funcionamento no município de São Paulo tem fomento dos governos Estadual e Federal. A partir desta iniciativa, a gestão municipal passa a integrar a Rede do Programa Cultura Viva, que administra os Pontos de Cultura no município.
“O Programa Cultura Viva se consolida como uma política de reconhecimento e fomento da diversidade. Não é a toa que São Paulo é reconhecida como a cidade dos mil povos. É dessa diversidade que são feitos os Pontos de Cultura. É disso que o Brasil é feito”.
O Ponto de Cultura é a principal ação do Programa Cultura Viva. Os pontos são uma rede de articulação de iniciativas culturais interligando comunidades e agentes de cultura. O Ponto de Cultura não tem um modelo único de instalações físicas ou programação. A adesão à rede de Pontos de Cultura é realizada por meio do lançamento de editais. Cada nova entidade conveniada ao Programa Cultura Viva receberá duas parcelas de R$ 80 mil e a previsão é de que os Pontões recebam R$ 300 mil cada um, divididos em duas parcelas de R$ 150 mil.
“Esse é um dia histórico para a cidade de São Paulo”, anunciou o secretário Municipal de Cultura Juca Ferreira, ressaltando que os Pontos de Cultura já são um modelo de gestão cultural reconhecido internacionalmente e servem de referência para outros países na América Latina. No evento, o prefeito Fernando Haddad agradeceu a presença e dedicação da ministra Marta Suplicy com o florescimento cultural da cidade.
Ampliação
O prefeito anunciou ainda que a rede de CEUs iniciada pela gestão Marta Suplicy em São Paulo será ampliada a partir de um novo aporte de R$ 40 milhões do Ministério da Educação e algumas unidades passarão a ter a função de atuar como centros de formação para professores da rede pública municipal, complementando as atividades educativas, esportivas e culturais já desenvolvidas nos CEUs.
A ministra também anunciou os avanços do MinC na implementação do Sistema Nacional de Cultura, conhecido como o  “SUS da Cultura” de acordo com Marta Suplicy, devido ao modelo de gestão estruturada do Sistema, que busca integrar as mais de cinco mil prefeituras do País e estimular o surgimento de projetos culturais até nas pequenas cidades e municípios mais afastados das grandes metrópoles. “Quase todos os Estados já estão integrados à rede de Pontos de Cultura e mais de metade dos municípios brasileiros. As cidades pequenas com 40 mil habitantes podem não ter um cinema, mas terão um Ponto de Cultura”, disse a ministra.
O objetivo deste edital é beneficiar um público de 4,5 mil pessoas, envolvidas diretamente com as atividades dos Pontos e Pontões de Cultura no município e alcançar outras 200 mil pessoas, indiretamente, com as oficinas, prestação de serviços e outras atividades realizadas pelo programa. Os Pontões têm um foco regional e foram criados para auxiliar na integração e funcionamento da rede de Pontos de Cultura, recebendo recursos de até R$ 500 mil para o desenvolvimento de programação integrada, realizar a modernização de instalações físicas e compras de equipamentos.
Texto: Carolina Toledo
Edição: Ascom/MinC

Categorias: Notícias
Tags:

Postado por em | 6 comentários