Renda do cinema nacional cresceu 26,3% em comparação com o mesmo período do ano passado. Três filmes brasileiros estão entre os 10 mais vistos do ano

Com mais de 7 milhões de bilhetes vendidos e três filmes entre os dez mais vistos, o cinema brasileiro fechou o primeiro trimestre de 2014 em alta. É o que revela o informe publicado nesta terça-feira, 13 de maio, pela Superintendência de Análise de Mercado da ANCINE.

De acordo com o Informe de Acompanhamento de Mercado do Segmento Salas de Exibição para o 1º Trimestre de 2014, foram vendidos 7,3 milhões de ingressos para sessões de filmes brasileiros, pouco mais de um milhão, ou 15,9%, a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado. Tomando por base a renda, o crescimento foi de 26,3%, com arrecadação superior a R$ 82,3 milhões.

Nitidamente puxado pelo resultado das produções nacionais, o público total em salas de cinema teve evolução de 2,4%. No mesmo período, o público para filmes estrangeiros se manteve praticamente estável, com leve queda de 0,6% em relação ao primeiro trimestre de 2013.

Nas 13 primeiras semanas cinematográficas do ano, foram vendidos 34.992.909 bilhetes e arrecadados R$ 410.448.082,90. O market share para o filme nacional também apresentou melhora, ficando em 20,4%, em comparação com os 18% registrados no mesmo período do ano passado.

Três brasileiros na lista dos dez mais vistos do ano até agora

Três filmes brasileiros se posicionaram na lista das dez maiores bilheterias do período: “Até que a Sorte nos Separe 2” ficou na segunda posição, com 2.921.553; “Muita Calma Nessa Hora 2” ficou em sexto, com 1.429.566; e “S.O.S Mulheres ao Mar” ocupou o décimo posto, com 1.060.605 ingressos vendidos.

O número de telas ocupadas pelas estreias de filmes nacionais também aumentou, passando de 1.065 salas para 1.823 salas nesses três primeiros meses do ano, mesmo com um número menor de lançamentos (17 este ano contra 19 no ano anterior). Desses 17, quatro títulos foram lançados em mais de 300 salas.

Crescimento também no parque exibidor

O Informe Trimestral também permite verificar a aceleração no ritmo de crescimento do parque exibidor. O país ganhou nos três primeiros meses do ano 11 novos complexos cinematográficos, além da expansão em uma sala já existente, totalizando 60 novas salas inauguradas – mais do que o dobro em comparação às 29 salas inauguradas até março de 2013.

Ganharam novas salas os estados do Ceará, Alagoas, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. O parque exibidor brasileiro encerrou o trimestre com 732 complexos de exibição e 2.738 salas de exibição.

Visite o Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual – OCA

O Informe de Acompanhamento de Mercado do Segmento Salas de Exibição para o 1º Trimestre de 2014 está disponível para consulta no Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual – OCA.

O OCA é um espaço dedicado à publicação de informes, estudos e pesquisas sobre o mercado brasileiro de cinema e audiovisual. Atualizado pela Superintendência de Análise de Mercado da ANCINE, tem como principal objetivo ser um instrumento público de produção, armazenamento e divulgação de informações, de forma a atender à demanda por números e análises sobre as mais amplas manifestações da atividade audiovisual no país.

Fonte:Ancine

Categorias: Notícias
Tags: ,

Postado por em | 0 comentários