21.1.2015 – 16:23

A ANCINE publicou o Informe Anual Preliminar que traz os números do mercado de exibição brasileiro em 2014. As salas de cinema do país receberam um total de 155,6 milhões de espectadores, número superior em 4,1% ao registrado em 2013. O crescimento de renda foi ainda mais acentuado, de 11,6%, com a arrecadação totalizando R$ 1,96 bilhão.

Os filmes brasileiros foram responsáveis por levar 19 milhões de pessoas às salas de cinema, fechando o ano com 12,2% de market share. Em 2014, foram lançados 114 filmes brasileiros, número consideravelmente maior do que a média histórica, mas ainda inferior aos 129 títulos lançados em 2013. Já o número total de longas-metragens nacionais exibidos nos cinemas no último ano foi ainda maior do que no ano anterior – 179 em 2014, em comparação aos 167 em 2013.

Seis filmes brasileiros chegaram à marca de mais de um milhão de ingressos vendidos em 2014 (“Até que a Sorte nos Separe 2” e “O Candidato Honesto”, de Roberto Santucci; “Os Homens são de Marte… e é para lá que eu vou”, de Marcus Baldini; “S.O.S. Mulheres ao Mar”, de Cris d’Amato; “Muita Calma nessa Hora 2”, de Felipe Joffily; e “Vestido para Casar”, de Gerson Sanginitto), e 21 lançamentos nacionais fizeram mais de 100 mil espectadores.

Parque exibidor brasileiro ganhou 205 novas salas
O Informe Anual Preliminar traz ainda informações sobre o parque exibidor brasileiro. Em 2014, foram registradas inaugurações de 38 novos complexos cinematográficos, totalizando 182 novas salas de cinema. Cinco complexos foram reabertos durante o ano, e outros seis ampliaram seu número de salas, gerando um acréscimo de 205 novas salas, o que fez com que o país fechasse o ano com um total de 2.830 salas de cinema.

O processo de digitalização do parque exibidor seguiu em um bom ritmo. Os grupos Cinemark, Cinépolis, Cinesystem, Cineflix, Cinemais e Cineshow encerraram o ano completando a transição tecnológica de suas salas. De acordo com o Informe, o Brasil tem hoje um total de 1.770 salas de cinema com tecnologia digital, ou 62,5% de seu parque exibidor. O documento, que pode ser consultado na íntegra aqui, apresenta a lista completa de complexos inaugurados, reabertos e ampliados em 2014, assim como um ranking de salas por grupo exibidor, com informações sobre a porcentagem de digitalização das salas de cada empresa.

Fonte: Assessoria de Comunicação/Ministério da Cultura com informações da Ancine

Categorias: Notícias
Tags: ,

Postado por em | 0 comentários