Explicar editais, facilitar o processo de inscrições e mostrar as políticas públicas do Ministério da Cultura (MinC) em diversos municípios do país. Esses são os objetivos das oficinas gratuitas promovidas pela Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC) do MinC, em parceria com as Representações Regionais do Ministério, secretarias de Cultura das cidades participantes e a sociedade civil. A meta é chegar a mais de 300 oficinas realizadas até o fim de agosto.  

Estão sendo abordados nas oficinas os editais de Cultura de Redes, Pontos de Cultura Indígena e Pontos de Mídia Livre, lançados pelo MinC no dia 2 de julho. “As oficinas contam com panorama conceitual e político, com uma leitura da ficha de inscrição para entender o que está sendo solicitado no edital e com um passo a passo de como fazer para participar. São oficinas praticas, não apenas teóricas”, explica a coordenadora-geral de Cooperação, Articulação e Informação substituta da SCDC, Deborah Lobo.

Minas Gerais é um dos estados que está utilizando as oficinas para informar e tirar dúvidas sobre os editais recém-lançados pelo MinC. “Quando vamos para o interior, levamos o pacote todo: apresentamos a política Cultura Viva e explicamos os editais. Falamos sobre prazos, sobre como participar e sobre a documentação e anexos necessários. É importante porque tem gente perde a oportunidade de participar porque não sabe como preencher o formulário”, avalia a assessora de programas e projetos da Representação Regional Minas Gerais do MinC, Cláudia Houara Castro.

Para facilitar a divulgação das oficinas, a SCDC desenvolveu um mapa interativo (link disponível nesta página) com datas e locais em que serão realizados os eventos. Além disso, também foram criados manuais on-line com perguntas e respostas sobre cada um dos editais, disponíveis no link www.cultura.gov.br/editais2015, na área destinada ao edital desejado.

Além das oficinas oferecidas e já programadas, interessados podem articular um grupo e solicitar ao MinC que seja ministrada oficina em sua região. Outra opção é receber materiais da SCDC e uma instrução da equipe para o próprio interessado realizar o curso. Além disso, é possível solicitar uma oficina on-line, por meio de videoconferência, por meio do e-mail: articulacaoemredes@cultura.gov.br.

Editais

Os três editais lançados pelo MinC em 2 de julho de 2015, para fomento de iniciativas relacionadas à Política Nacional de Cultura Viva, irão liberar R$ 13,4 milhões para 210 iniciativas culturais.

O edital Pontos de Cultura Indígenas, realizado em parceria com a Secretaria do Audiovisual (SAV) do MinC, irá permitir o fomento direto a 70 comunidades e organizações indígenas com prêmios no valor de R$ 40 mil reais. Os grupos indígenas podem se inscrever de forma oral e audiovisual, enviando um vídeo ou um arquivo de voz descrevendo sua proposta, uma inovação que valoriza a tradição oral dos povos indígenas.

Já o edital Pontos de Mídia Livre, lançado em parceria com a SAv e a Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, irá premiar 80 iniciativas em âmbito nacional, estadual e local, além de conceder 50 antenas de conexão à internet para iniciativas classificadas. Serão destinados R$ 5 milhões para este edital.

Para a área de Cultura de Rede, serão dois editais. O primeiro é voltado para redes culturais locais e premiará 40 iniciativas com R$ 50 mil cada. O segundo destinará R$ 100 mil (cada) a 10 projetos de abrangência regional e R$ 200 mil (cada) a 10 projetos de enfoque nacional. O objetivo dos editais é impulsionar a cultura em rede, mobilizar e articular novas redes, rurais, urbanas, tradicionais ou contemporâneas.

Acesso Rápido:

Mapa interativo com datas e locais das oficinas

Texto: Cecilia Coelho
Fonte: Assessoria de Comunicação/Ministério da Cultura

Categorias: Notícias
Tags: ,

Postado por em | 0 comentários