O Museu da Abolição (MAB), em Recife (PE), deu início na última terça-feira (11) ao curso de extensão “Tópicos da História e Cultura Indígena e IMG_0966Afro-brasileira”. A iniciativa tem como objetivo subsidiar professores dos níveis fundamental e médio das redes municipal e estadual para o ensino da temática, cuja obrigatoriedade é prevista pelas Leis 10.639/03 e 11.645/08.

O curso, que será desenvolvido em duas temporadas – entre os meses de abril a junho e de agosto a novembro – é resultado de parceria colaborativa do MAB com professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e da Secretaria de Educação do Estado.

A primeira aula abordou o tema “Identidade Nacional”, com o Prof. Dr. Edson Silva, do Colégio de Aplicação/UFPE. “O curso apresentou uma demanda surpreendente, tendo suas 50 vagas preenchidas no mesmo dia de sua divulgação”, explica a diretora do MAB, Maria Elisabete Arruda.

As aulas acontecerão no museu quinzenalmente com carga horária de 4h cada, abordando um tema a cada encontro. Serão conferidas declarações de participação a cada encontro e certificados para os inscritos que participarem de 75% da carga horária total do curso.

Para os próximos encontros também serão oferecidas 50 vagas por aula. A próxima edição, no dia 25 de abril, vai abordar o tema “Os Índios no Brasil Colonial”, com o Prof. Carlos Fernando Santos. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail mab.educativo@museus.gov.br.

Texto e Fonte: Ibram

Salvar

Categorias: Notícias
Tags: ,

Postado por em | 0 comentários