O processo de elaboração das metas do PNC está sendo realizado com ampla participação de toda a sociedade e do Conselho Nacional de Política Cultural. Metas são objetivos temporais, espaciais, quantitativamente dimensionados.

As proposições e desafios do Plano Nacional de Cultura estão descritos em cinco capítulos, assim intitulados: 1) Papel do Estado; 2) Diversidade artística e cultural; 3) Acesso à cultura; 4) Desenvolvimento socioeconômico sustentável; e 5) Participação social. Neles, estão distribuídas 275 ações, divididas em 14 diretrizes e 36 estratégias.

A primeira versão das metas

Em consonância com a concepção geral, valores, conceitos e diretrizes, foi definida uma metodologia específica para a elaboração das metas. Tomou-se como ponto de partida as 275 ações distribuídas nos cinco capítulos do Plano. As ações foram agrupadas em temas comuns de forma a permitir a construção das metas.

Este processo gerou um conjunto de 48 metas, divididas em nove temas. As metas serão aperfeiçoadas no processo de consulta pública, via plataforma digital junto a gestores, técnicos, artistas, grupos atuantes no setor cultural e sociedade em geral. O objetivo da consulta pública é qualificar as metas propostas por meio do envolvimento e escuta da sociedade.

Segunda versão das metas

As contribuições obtidas durante a consulta serão sistematizadas e subsidiarão a consolidação final das metas do PNC. A etapa subseqüente será o aperfeiçoamento, definição e pactuação das metas em oficina prevista para novembro de 2011. A oficina reunirá gestores do Ministério da Cultura, suas instituições vinculadas e conselheiros e representantes setoriais do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC). A validação final das metas será feita pelo CNPC, em sua última reunião de 2011.